Lingerie: as tendências 2013/2014

Feminilidade. Esta é a palavra chave das tendências da moda para a lingerie 2013/2014. Com um ar nostálgico e um olhar para os tempos em que a beleza das curvas femininas era ressaltada.

Os estilistas resgatam no passado o perfil das divas holliwoodianas, como Marilyn Monroe, ícone atemporal de estilo e sensualidade. Estão de volta baby dolls e sutiãs em rendas, meia-taça e caleçon que sublinham perfeitamente as curvas de uma mulher. Peças elegantes que falam de sedução e sofisticada tentação

Outros se inspiram aos anos ´20, com uma sensualidade quase etérea, ingênua, com inserções elegantes em cores clássicas, que surpreendem pela elegância e não pelos excessos.

Os estilistas nos sugerem um novo modo de vestir a lingerie que pode até aparecer, tornando-se protagonista do seu look, enriquecendo-o. Um jogo de transparências e rendas, com cores e desenhos inovados, exibido com preciosa e sofisticada elegância.

Naturalmente as mulheres que preferem algo menos compromissado e mais confortável encontram peças, tecidos e estampas adequados às suas exigências. Plantas e flores são temas que se reencontram nas estampas desta temporada, assim como o jacquard.

A lingerie que vestimos pode dizer muito sobre nos mesmas, transmitir segurança e nos faz sentir bem e a vontade.

Um detalhe que não deve nunca ser negligenciado, para impressionar o parceiro.

Para mimar e enriquecer o nosso estilo.

As propostas para esta temporada primavera/verão 2013/2014 são muitas, basta saber escolher àquela que se mais se adéqua a nossa personalidade.

Veja nosso lookbook e os modelos que a Dolce Vita selecionou para você!

 

Outubro Rosa: uma Campanha internacional para a prevenção do câncer de mama.

A campanha nasceu em 1990 quando o laço cor de rosa foi distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura que, desde então, é promovida anualmente em Nova York. A partir de 1997, outras cidades americanas  começaram a promover atividades voltadas ao diagnostico e prevenção do câncer da mama.
Para sensibilizar a população as cidades enfeitavam locais públicos com laços cor de rosa. Outras atividades e eventos foram sendo organizados  como desfiles, concertos e eventos esportivos e culturais.
O movimento foi ganhando força  e tem hoje  abrangência internacional.
Nisso, a iluminação em rosa assumiu importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.
A ideia da campanha não é apenas a conscientização sobre o tipo de câncer mais comum e segunda causa de morte entre as mulheres, mas sobre a importância de sua prevenção e diagnostico precoce.
O autoexame é simples e você sabe que pode fazê-lo  em casa, na frente de um espelho. E se, ao apalpar a mama, encontrar algum nódulo, por menor que seja, não se deixe levar pelo pânico, mas  procure logo seu médico ou ginecologista.
Se você estiver na faixa etária dos “quarenta ponto zero”, não deixe de fazer sua mamografia anualmente. Dependendo de sua sensibilidade, o exame pode até gerar certo incomodo, mas pode salvar sua vida. È uma declaração de amor por você mesma!