Arrumar a mala: posso ajudar?

Viajar é mudar a roupa da alma” disse Mário Quintana
Mas falta pouco para sair de férias. E mil detalhes para ver ainda!
Será que você vai conseguir colocar “tudo o indispensável” na mala? Posso dar uma mãozinha? .

Primeiro vamos planejar….

Uma boa dica é de preparar, com antecedência, uma check list anotando a lista dos itens a  levar mas também as pequenas tarefas ligadas à viagem, aquelas que não fazem parte de nossa rotina e que podem ser esquecidas.

Na véspera da viagem, coloque tudo o que você gostaria de levar em cima da cama. Com certeza, você exagerou… (eu sempre exagero!).

Agora, sem pressa, usando “mais razão do que coração” ….rsrsrs, analise as pilhas de roupa e vai retirando peças. Por exemplo: tudo que você não usou nos últimos meses, ou o que está meio apertadinho ou velhinho etc. No fundo, você sabe que sempre acaba colocando na mala coisas que nem vai usar!

Levando em conta o tempo da viagem e o clima que vai encontrar no seu destino, dê preferência para peças coringas  que podem se adaptar a várias situações e ainda ser repetidas, como: calça jeans, blusa branca, calça preta ou branca (que neste verão está com tudo!).

Reflita sobre os looks que vai compor na viagem: as saias e as calças combinam com as blusas e os sapatos que você separou? Vai levar acessórios? E, não menos importante, a lingerie? Especialmente se pretende levar vestidos tomara-que-caia, blusas transparentes, camisetas com decotes, calças brancas,  cropped top… Aqui na Dolce Vita Lingerie tem modelos para combinar com todos os looks! 

Cuidado  também com os sapatos, porque ocupam muito espaço:  procure levar o mínimo necessário de pares (e não mais do que três!), dentro de sacos. Prefiro aquele em tecido. Sabe aqueles que são usados por algumas lojas de sapatos, como Richards, Mr Cat etc? Perfeitos!

Antes de colocar a roupa na mala minha dica é de ensacar individualmente todas as blusas e camisas, bem dobradas, em sacolas transparentes (formato ideal: 30cm x 40cm). Desta forma elas amassam menos, ocupam menos espaço e deslizam na mala ajudando na otimização do espaço.

Depois, mãos a obra

Na mala, costumo colocar primeiro os jeans, as calças sociais e,  por cima, saias e vestidos. Deixo as peças estendidas  aproveitando a largura toda do fundo da mala, dobrando apenas o que sobrar. Depois distribuo as sacolas dos sapatos nas bordas da mala.
Continuo com as sacolas com as blusas e camisas e afins.
A lingerie também vai separada em uma, ou mais, sacolas de tecido. Desta forma você vai localizar facilmente suas coisas, come se fossem arrumadas nas gavetas de seu armário.
Os cosméticos devem ser distribuídos em pequenas nécessaires, para se encaixar nos espaços ainda existentes da mala. Para facilitar a vida na chegada, é bom juntar nas sacolas os itens por finalidade de uso (por exemplo, filtros solares e produtos para a praia | shampoo, cremes para cabelos, pente e escova | produtos para higiene oral etc)

Entre os itens que não podem faltar em sua mala são sacos plásticos para guardar, depois, a roupa suja, que será dobrada para não ocupar espaço; medicamento de uso habitual; carregadores para celulares e afins e um adapatador; cadeados para a mal; uma bolsa extra (dobrável) para colocar o que for comprar lá, lembrancinhas, roupa etc.

Qualquer seja o meio de transporte, é sempre importante identificar sua mala, com etiqueta externa e interna. Se for viajar de avião ou ônibus, coloque algo que ajude a identificar sua mala entre tantas parecidas, como uma fita colorida na alça ou um adesivo.

Vai viajar de avião?

Neste caso, lembre que objetos cortantes e líquidos (inclusive cremes e pasta de dente) devem ser colocados na mala maior que será despachada no check in. Na mala de mão devem ser colocados os objetos frágeis, de valor, de primeira necessidade e documentos, além de um agasalho porque o ar condicionado no avião é intenso.

Extravio de bagagens

O extravio pode, sim, acontecer. E falo por experiências próprias – sim, no plural…!
Recomendo deixar na mala de mão pelo menos uma troca de roupa, just in case.
Antes de embarcar, além da identificação da mala já citada, uma dica interessante é tirar uma foto dela  e ter sua marca e modelos anotados.
É importante guardar com cuidado as etiquetas de despacho de bagagem recebidas no momento do check in.
Constatado que sua bagagem foi extraviada, você deve procurar imediatamente o Serviço de Bagagens do Aeroporto onde preencherá um formulário, da forma mais detalhada possível.  A maioria das companhias aéreas disponibiliza este formulário em versão online também.
Em caso de danificação ou extravio de bagagens, se o problema não for resolvido pela companhia aérea, pode reclamar junto ao Ibraer – Instituto Brasileiro de Proteção ao Passageiro Aéreo.

Ainda não comprou a mala?

Considere isso um investimento! Compre uma mala que possa durar anos e resistir aos rigores de aeroportos e estações.  Não economize na qualidade do material e do acabamento, em especial das rodinhas. As malas com quatro ou cinco rodinhas  permitem o deslocamento  horizontal e o giro de 360º, oferecendo mais conforto e praticidade. Particularmente, não gosto das malas rígidas, que ocupam – obrigatoriamente – mais espaço e são pesadas. Prefiro aquelas flexíveis ou semi-rígidas, com bolsos internos e externos. E expansíveis, com um zíper que permite aumentar a capacidade da mala.

Para  viagem de avião, compre um conjunto, ao menos  uma mala media (ou grande) e uma de bordo. As medidas permitidas para as malas de bordo variam conforme a companhia, normalmente entre  50cm x 35cm x 20cm e 55cm x 35cm e 25cm

Boa viagem! Bon voyage!  Buon viaggio! Good trip ! Buen viaje!

por Cristina Mizzan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *